ALT + 1

Ir para o conteúdo

ALT + 2

Ir para o menu

ALT + 3

Ir para o rodape

Tamanho do texto:

ALT + 4

A

+

|

ALT + 5

A

-

ALT + 6

Contraste1

ALT + 7

Contraste2

PROCESSO SELETIVO 2019 | Inscrições Abertas! | 1ª e 2ª Mensalidades gratuitas*

*CONSULTE O REGULAMENTO

Inscreva-se!

Notícias

Entenda o que é Compliance e como é a atuação neste mercado

01/07
por Uninove

O termo Compliance (do inglês “to comply”) pode ser entendido como “estar em conformidade”, ou seja, obedecer algo que foi imposto. Na área corporativa, Compliance é um conjunto de medidas que visa cumprir e observar rigorosamente a legislação à qual a empresa se submete. A função é monitorar e garantir que todos os colaboradores de uma empresa estejam de acordo com as práticas de conduta da mesma, voltadas para o combate à corrupção.

O conceito é antigo e já vem sendo aplicado há muitas décadas, porém tem ganhado cada vez mais projeção nos principais meios de comunicação. O motivo de todo esse destaque são os recentes escândalos que culminaram em investigações seguidas de condenações políticas ocorridas nos últimos anos no Brasil.

Como consequência da promulgação da lei 12.846/13, que entrou em vigor em 29 de janeiro de 2014 e ficou conhecida como Lei Anticorrupção, veio à tona um novo cenário de governança mais rígida, obrigando as empresas a implantar programas de Compliance que estabeleçam códigos de conduta ética, políticas e procedimentos de integridade efetivos para evitar multas, sanções aplicadas, impactos negativos no valor de suas ações negociadas nas bolsas de valores mundiais e perda de vantagem competitiva decorrente da perda de reputação.

A partir deste momento, todas as empresas brasileiras (independentemente do tamanho) e todos os integrantes, desde a alta administração até os colaboradores, independentemente do cargo exercido, passaram a ser expostos às consequências, na esfera civil e administrativa, por práticas de atos lesivos de corrupção e fraude.

A importância dessa mudança para o mercado foi tão profunda, que uma recente pesquisa realizada por empresas de recrutamento, revelou que uma das profissões mais promissoras para 2019, é a de advogado especializado em Compliance, com salários que podem variar de R$ 25 mil a R$ 70 mil*.

 

 

O que faz um profissional de Compliance?

Ao conhecer as atividades diárias da empresa e seus colaboradores, esse profissional observa a quais tipos de risco ela está exposta, como, por exemplo, um risco financeiro. Na prática, sua missão é elaborar medidas e garantir que as regras internas e externas à organização sejam cumpridas.

 

Diante de uma perspectiva tão promissora para a área, o mercado está passando por um movimentado processo de aprimoramento, possibilitando que profissionais de diferentes áreas como Direito, Gestão, Administração, Contabilidade, Economia, Finanças, Relações Exteriores e Tecnologia da Informação que tenham uma Especialização em Compliance sejam extremamente valorizados por adquirirem importância estratégica nas empresas, ao conseguirem trazer benefícios comerciais tangíveis na busca por uma maior vantagem competitiva que seja, sobretudo, sustentável.

Gostou do nosso artigo sobre Compliance? Se você se interessa por esta e por outras discussões atuais e estava à espera de uma excelente oportunidade para poder alavancar sua carreira, aproveite para conhecer o novo curso de Especialização em Direito, Ética Empresarial e Compliance da UNINOVE. Saiba mais sobre esta Pós-Graduação.

 

Baixe o e-book 10 Passos para Implementar um Programa de Compliance.

O que você vai aprender:

  • Criando uma equipe
  • Verificando riscos
  • Instituindo princípios
  • Investir em divulgação e treinamento
  • Conflito de Interesses
  • Canal de denúncias
  • Investigação Interna
  • Estabelecendo medidas disciplinares
  • Monitorando a efetividade
  • Capacitação

 

*Fonte: Editora Fórum

Relacionados