ALT + 1

Ir para o conteúdo

ALT + 2

Ir para o menu

ALT + 3

Ir para o rodape

Tamanho do texto:

ALT + 4

A

+

|

ALT + 5

A

-

ALT + 6

Contraste1

ALT + 7

Contraste2

Processo Seletivo | Faça sua prova on-line | Matricule-se ainda esta semana para 2020/02 e ganhe
um chip VIVO com 20GB/mês*

*CONSULTE O REGULAMENTO

Inscreva-se!

Projetos interinstitucionais

Mestrado e Doutorado em Administração

Em anos mais recentes, o PPGA vem se destacando pela conclusão de importantes projetos interinstitucionais de Mestrado e de Doutorado (discriminados a seguir), que reduziram as assimetrias regionais e fortaleceram os grupos de pesquisa das instituições envolvidas.

(1) DINTER, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), concluído em 2015, e base para a estruturação e a aprovação do PPGA na UFMS.

(2) MINTER, no Instituto de Desenvolvimento Educacional do Alto Uruguai, concluído em 2017.

(3) DINTER, na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), concluído em 2019, e que será base para o projeto de apresentação de um novo curso, no nível de Mestrado, na UFMT, nos próximos anos.

Todos os projetos interinstitucionais elencados foram submetidos e aprovados pela Diretoria de Avaliação da CAPES, sendo executados rigorosamente dentro da proposta original, o que evidencia o papel distintivo do PPGA, no que tange à solidariedade e à nucleação da pesquisa e do ensino, em nível stricto sensu, reduzindo substancialmente as assimetrias regionais. A seguir, está o detalhamento dos resultados do DINTER PPGA UNINOVE-UFMT, concluído em 2019.

  • DINTER PPGA UNINOVE-UFMT

    O Doutorado Interinstitucional da Universidade Nove de Julho (UNINOVE) (instituição proponente) e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) (instituição receptora), DINTER UNINOVE-UFMT, finalizado em 2019, alcançou as metas estabelecidas na fase de planejamento (2014), a saber: (1) formação de doutores na área de Administração; (2) qualificação em ensino e em pesquisa, para os níveis de Graduação e Pós-graduação Lato Sensu e Stricto Sensu; (3) fortalecimento dos grupos de pesquisa de ambas as instituições (proponente e receptora); (4) avanço na produção científica; e (5) redução de assimetrias regionais, especificamente na região centro-oeste do país. Para alcançar tais metas, 750 horas-atividades (50 créditos) foram oferecidas aos discentes do DINTER, envolvendo: Disciplinas Metodológicas, Instrumentais e Teóricas; Módulo internacional na Universidade de Grenoble; Estágio Obrigatório no PPGA UNINOVE; Pesquisa e Defesa da Tese.

    Os impactos decorrentes do DINTER UNINOVE-UFMT foram de ordem acadêmica, econômica e social. Sob o ponto de vista acadêmico, o DINTER instrumentalizou a área de Administração da UFMT com recursos humanos qualificados, e reflexos sobre a qualidade, a amplitude e a diversidade da pesquisa e da produção científica na instituição. Sobre as evidências exitosas do DINTER UNINOVE-UFMT, destacam-se: (a) 17 teses de Doutorado defendidas; (b) 35 artigos científicos publicados em periódicos; (c) 66 trabalhos publicados em congressos; (d) 7 premiações e menções honrosas, recebidas pelos alunos do DINTER UNINOVE-UFMT, no período de 2015-02 até 2019-02; bem como: (e) indicação ao prêmio CAPES de Teses, edição 2020, com outorga de DISTINÇÃO a Sandra Negri, aluna do DINTER UNINOVE-UFMT, pelo desenvolvimento da tese “A PRODUÇÃO DE VALORES PÚBLICOS DE GESTÃO NO PODER JUDICIÁRIO BRASILEIRO SOB A ÓTICA DA TEORIA DE MOORE”, defendida no ano de 2019, sob orientação de Cristiane Drebes Pedron. A partir desses resultados, foram apurados impactos relevantes, no que tange às atuações dos egressos, a saber:

    – ascensão da carreira acadêmica e prestígio perante a comunidade acadêmica;

    – inserção do egresso no campo do ensino e da pesquisa científica, em nível de stricto sensu;

    – formação e liderança de grupos de pesquisa na UFMT;

    – participação em bancas de qualificação de Mestrado;

    – realização de palestras e minicursos sobre os resultados das pesquisas de doutoramento;

    – atuação na comissão cientifica de eventos acadêmicos nacionais;

    – coordenação de temas em eventos acadêmicos nacionais;

    – aprimoramento das atividades desenvolvidas na gestão dos programas de Pós-graduação na UFMT;

    – atuação ativa na construção e na submissão de um APCN para a UFMT, na área 27 (Administração);

    – elaboração do Plano de Desenvolvimento das Unidades Administrativas, alinhado ao PDI da UFMT;

    – atuação no processo de Autoavaliação da UFMT (CPA);

    – atuação nos processos de regulação dos cursos de Graduação, no que concerne aos indicadores de qualidade;

    – Participação no Desenvolvimento Institucional da Pró-reitoria de Planejamento da UFMT, cujo objetivo é coordenar os trabalhos das gerências de: Estudos Estratégicos, Estatísticas e Dados Institucionais, Avaliação, e Planejamento;

    – atuação nos escritórios de projetos da UFMT e do estado de Mato Grosso;

    – constituição de um observatório social e de pesquisa na UFMT;

    – oferta de novas disciplinas nos cursos de Graduação da UFMT;

    – coordenação de curso de Graduação na UFMT;

    – coordenação de curso de Pós-graduação lato sensu na UFMT.