ALT + 1

Ir para o conteúdo

ALT + 2

Ir para o menu

ALT + 3

Ir para o rodape

Tamanho do texto:

ALT + 4

A

+

|

ALT + 5

A

-

ALT + 6

Contraste1

ALT + 7

Contraste2

Processo Seletivo | Faça sua prova on-line | Matricule-se ainda esta semana para 2020/02 e ganhe
um chip VIVO com 20GB/mês*

*CONSULTE O REGULAMENTO

Inscreva-se!

Corpo Docente

Mestrado e Doutorado Profissional em Administração – Gestão de Projetos

Profa. Dra. Cristina Dai Prá Martens (Coordenadora)

Doutora em Administração – UFRGS.

Mestre em Administração – UFRGS.

Áreas: Sistemas de Informação e Empreendedorismo Aplicado a Projetos.

Currículo Lattes

  • Empreendedorismo e Orientação Empreendedora em Organizações e Projetos

    O empreendedorismo é um campo relativamente novo, no entanto a pesquisa nessa área tem crescido muito nas últimas décadas. O estudo desse tema tem contemplado diferentes abordagens e enfoques, dando embasamento para a realização de pesquisas sobre indivíduos, grupos, organizações, comunidades, e outros. Neste projeto objetiva-se estudar atividades empreendedoras visando identificar e compreender conceitos e práticas, em diferentes manifestações (convencional, social, intraempreendedorismo e orientação empreendedora) e em diferentes contextos, considerando os projetos e as organizações. Serão utilizados diferentes métodos e técnicas de pesquisa, podendo contemplar estudos de caso, entrevistas em profundidade, levantamento tipo survey, com abordagem quantitativa e/ou qualitativa, e design science research, dependendo dos contextos e enfoques a serem estudados. Espera-se desenvolver trabalhos que resultem na elaboração de casos, disseminação de experiências, melhorias de processos e inovações em projetos e organizações, e na identificação de atributos que propiciem o aprimoramento da condição de empreendedorismo, contribuindo com as discussões sobre o empreendedorismo e os aspectos a ele relacionados, em suas diferentes manifestações, nos âmbitos acadêmico e organizacional.

Profa. Dra. Cristiane Drebes Pedron

Doutora em Gestão – ISEG/Portugal.

Mestre em Administração– UNISINOS.

Áreas: Inovação em Projetos.

Currículo Lattes

  • Projetos Inovadores e de Tecnologias de Informação

    Este projeto-eixo busca analisar como a gestão de projetos inovadores podem suportar iniciativas organizacionais que envolvem adoção de tecnologias de informação como uso das mídias sociais (web 2.0), internet das coisas (IoT), a gestão do conhecimento e gestão do relacionamento com o cliente (CRM). Abordagens teóricas como capacidade dinâmicas, capacidade de inovação, competências e value focused thinking são utilizadas para pesquisar os fenômenos. Métodos qualitativos, quantitativos ou mistos, bem como Design Science Research podem ser utilizados. Os resultados terão contribuição para os praticantes, como frameworks ou guias para auxiliar na análise das suas iniciativas, mas também para os acadêmicos, com proposição de teorias para melhor observar os fenômenos envolvidos nestas temáticas.

Prof. Dr. Emerson Antonio Maccari

Doutor em Administração – USP.

Mestre em Administração de Empresas – FURB.

Áreas: Projetos Educacionais e Institucionais, e Tecnologia da Informação Aplicada a Projetos.

Currículo Lattes

  • Estratégia e Inovação em Projetos Institucionais

    Este projeto eixo tem como foco a pesquisa no campo de conhecimento da estratégia e da inovação em organizações, principalmente em instituições de ensino superior. Este envolve a gestão de conhecimento, inteligência competitiva, tecnologia da informação, transferência de tecnologia entre universidades e empresas e gestão estratégica de Programas de pós-graduação. Os métodos utilizados são: estudos de caso, grounded theory, surveys e análises léxicas. Os resultados esperados estão relacionados à criação de modelos de transferência de tecnologia, à identificação de modelos, práticas e tendências de gestão no que tange a estratégia e inovação em organizações, à consolidação de modelos de gestão de projetos institucionais e a contribuição para o planejamento e gestão de Programas de pós-graduação no que se refere à sistemática de avaliação.

Prof. Dr. Fernando Antonio Ribeiro Serra

Doutor em Engenharia Materiais e de Processos Químicos e Metalúrgicos – PUC Rio

Mestre em Materiais e Metalurgia – PUC Rio

Áreas: Estratégia

Currículo Lattes

  • Recursos e Estratégias em Projetos

    Resgatar a discussão sobre o processo de desenvolvimento dos recursos e competências organizacionais a partir da gestão de projetos, analisar a estratégia organizacional a partir dos discursos e narrativas organizacionais e investigar os aspectos relacionados à contribuição da gestão de projetos para execução e desempenho estratégico das organizações.  Pela natureza da pesquisa são utilizadas metodologias diversas, qualitativas, quantitativas e estudos de caso longitudinais. Os resultados esperados levam a melhor compreensão dos fatores que levam à compreensão das condições nas quais a gestão de projetos pode contribuir para a estratégia ou ser considerada uma competência estratégica.

Prof. Dr. Flavio Santino Bizarrias

Doutor em Administração – UNINOVE

Mestre em Administração – UNINOVE

Áreas: Marketing, Gestão de Projetos e Administração.

Currículo Lattes

  • Marketing de Projetos

    As organizações enfrentam uma elevada complexidade de desafios nos seus mercados de atuação, seja pela elevada competição, mudanças nas preferências e perfil dos consumidores, constante inovação de produtos e processos. Os contextos organizacionais seguem ainda uma ordem global de interação com diversos agentes envolvidos na sociedade. Neste sentido, todas as empresas devem ser orientadas ao mercado.  Este projeto eixo tem por objetivo construir conhecimento científico e profissional na área de marketing de projetos, conciliando estas duas abordagens. Seja por meio da elaboração do projeto pautado pelo mercado, desde a sua concepção, ou ao se avaliar o projeto em si como produto a ser comercializado pelas empresas. Para realização destes estudos serão utilizados métodos de investigação e técnicas de análise diversas, quantitativas e qualitativas, tais como surveys, estudos de caso, pesquisa-ação, design science research, modelagem de equações estruturais, técnicas regressivas. Espera-se que estes estudos possam contribuir com o avanço da prática de projetos nas organizações, maior capacitação de seus profissionais, bem como avanço do conhecimento científico em marketing de projetos.

Profa. Dra. Isabel Cristina Scafuto

Doutora em Administração – UNINOVE

Mestre em Ciências da Linguagem – UNISUL

Áreas: Estratégia, Aprendizagem e Inovação em Projetos

Currículo Lattes

  • Aprendizagem e Projetos

    Para se manterem competitivas as organizações devem se adaptar ao ambiente. E essa adaptação acaba promovendo a aprendizagem por meio da obtenção de informações e conhecimentos que são úteis para o desempenho organizacional. Devido à competitividade, as organizações estão se especializando em atividades baseadas em projetos, tanto na prestação de serviços quanto na fabricação de novos produtos. Ainda nos é obscuro como a aprendizagem organizacional se relaciona com os projetos nas organizações. E, também, como a transferência do conhecimento, entre os indivíduos, pode ser facilitada nestes ambientes de projetos. Por meio de métodos quantitativos, qualitativos ou mistos, esta pesquisa pretende oferecer uma abordagem sobre a relação entre a aprendizagem, estratégia e os projetos nas organizações. O intuito é o de contribuir para o desempenho das organizações, como também com as discussões sobre os temas no âmbito acadêmico e organizacional.

Prof. Dr. Leonardo Vils

Doutor em Administração – UNINOVE

Mestre em Administração – UNINOVE

Áreas: Inovação em Projetos e Economia Comportamental

Currículo Lattes

  • Economia Comportamental e Inovação em Projetos

    Economia Comportamental, área de estudo do comportamento humano que faz uso de teorias e práticas da Economia, Psicologia, Antropologia e Sociologia, lida com falibilidade da racionalidade humana. A partir da compreensão de heurísticas e vieses, a Economia Comportamental busca, por meio da organização do ambiente em que decisões são tomadas, ou seja, pela organização da Arquitetura de Escolhas, direcionar decisões individuais ou coletivas.

    Gestores de Projetos, a partir da organização da Arquitetura de Escolhas, podem influenciar positivamente o envolvimento, motivação, performance de equipes na condução e inovação em projetos.

    Bibliometrias e revisões sistemáticas, estudos qualitativos (estudos de caso, grupos focais, entrevistas em profundidade) e quantitativos (surveys e experimentos) são usados na condução das pesquisas deste projeto eixo.

    Como resultados, espera-se o desenvolvimento de frameworks para aplicação da Arquiteturas de Escolha em Projetos, e de modelos para a compreensão da relação entre a organização da Arquitetura de Escolhas e a performance de projetos.

Prof. Dr. Luciano Ferreira da Silva

Doutor em Administração – PUC/SP

Mestre em Educação, Administração e Comunicação – UNIMARCO

Áreas: Operações Sustentáveis e Gestão de Pessoas

Currículo Lattes

  • Gestão de Pessoas e o Gerenciamento de Projetos

    As pessoas representam um ativo importante e imprescindível para o alcance dos objetivos de uma organização, sendo reconhecidas como capital humano e consideradas o grande diferencial competitivo das empresas neste início do século XXI. No entanto, gerir pessoas envolve vários desafios, como lidar com questões como competências, subjetividade, motivação, liderança, gestão do conhecimento, entre outras, que interferem na forma como as tarefas são executadas. Além disso, fatores como o uso mais intenso das TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação) e a globalização têm influenciado a forma de conduzir pessoas dentro e fora das organizações. Neste contexto este projeto eixo visa aprofundar o conhecimento teórico e a compreensão das práticas organizacionais referentes à gestão de pessoas e o gerenciamento de projetos. Os procedimentos metodológicos que serão adotados poderão estar alinhados com a abordagem qualitativa e/ou quantitativa a depender do contexto ou objetivos da pesquisa. Como resultados espera-se a elaboração de modelos conceituais e de análise que contribuirão com a consolidação de teorias e com a sistematização do conhecimento sobre elementos que configuram a gestão de pessoas e suas implicações no gerenciamento de projetos. Espera-se também contribuições práticas como a proposição de metodologias que integrem questões como a subjetividade, competências, motivação, entre outras, no gerenciamento de projetos, bem como promover a discussão da temática de gestão de pessoas com os profissionais da área de gerenciamento de projetos e a comunidade acadêmica.

  • Sociedade 4.0 e Economia Circular

    A Sociedade 4.0 surge da aplicação dos conceitos da Indústria 4.0, como IoT, blockchain, inteligência artificial, cloud computing e big data para integrar o mundo digital e o mundo físico. A Economia Circular contempla atividades orientadas para a sustentabilidade baseada na redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia. A Sociedade 4.0 e a Economia Circular podem ser evidenciadas em diversos setores e atividades como em Smart Manufacturing, Smart Farm, Smart City, entre outros. Neste contexto, a projetização das organizações e a visão modular de sistemas de produção e consumo contribuem para a construção de uma Sociedade 4.0 sustentável. O gerenciamento de projetos contribui para integrar tecnologias e a promoção da sustentabilidade por meio de sua capacidade integrativa na gestão de estruturas temporárias. O objetivo deste projeto eixo é desenvolver pesquisas que possibilitem compreender como o gerenciamento de projetos pode auxiliar na aplicação das tecnologias da indústria 4.0 para construção de uma Economia Circular. Os procedimentos metodológicos que serão adotados poderão estar alinhados com a abordagem qualitativa e/ou quantitativa a depender do contexto ou objetivos de cada pesquisa. Como resultados espera-se um melhor entendimento do fenômeno pesquisado, além da promoção de práticas como a proposição de metodologias, desenvolvimento de competências, entre outras, que no gerenciamento de projetos incorporem o conceito de Economia Circular para a aplicação de tecnologias da Indústria 4.0. Também buscaremos promover discussões com profissionais e comunidade acadêmica.

Prof. Dr. Marcos Rogério Mazieri

Doutor em Administração – UNINOVE

Áreas: Administração, Inteligência Competitiva e Inovação.

Currículo Lattes

  • Capacidade de Inovação e Gerenciamento de Projetos

    A capacidade de inovação pode ser compreendida como um conceito amplo. Este conceito envolve a forma como as organizações reconhecem, acessam e usam as informações em seus processos organizacionais, como organizam suas iniciativas inovadoras por meio de projetos, como inovam no próprio gerenciamento dos projetos e como os comportamentos de gestores e demais envolvidos interferem no desempenho das inovações. No contexto das “capacidades”, a inovação pode ser analisada a partir das modificações em produtos, processos, marketing e arranjos organizacionais, seus fatores antecedentes, intervenientes e consequentes. As unidades de análise e objetos de estudos são principalmente informacionais como Big Data, Patent as an Information, Projetos e variáveis de Desempenho Econômico ou de produção de Propriedade Intelectual. O desenvolvimento ou exploração de bases cognitivas (informações) são posicionadas como elementos de entrada para os processos de solução de problemas e de geração de valor para a inovação. Neste projeto objetiva-se estudar as mudanças na capacidade de inovação das organizações e comunidades, considerando o atendimento aos princípios da sustentabilidade na abordagem triple bottom line, transferência de tecnologia, aceleração de processos de inovação, inteligência competitiva e desenvolvimento de procedimentos metodológicos relacionados. Serão utilizados diferentes procedimentos metodológicos como pesquisa-ação e observação participante com abordagens quantitativas e qualitativas, dependendo do problema de pesquisa, envolvendo principalmente análise discriminante, redução de dados e mineração de textos. Como resultado espera-se contribuir com as discussões sobre a inovação frugal, inovação disruptiva, patentes como fonte de informações, estratégia de internacionalização, finanças da inovação e gestão de projetos.

Prof. Dr. Renato Penha

Doutor em Administração – UNINOVE

Mestre em Administração – Gestão de Projetos – UNINOVE

Áreas: Sistemas de Informação, Arquitetura de Sistemas de Computação, Gerenciamento de Projetos e Gerenciamento de Projetos Ágeis

Currículo Lattes

  • Gerenciamento Ágil e Projetos de Transformação Digital

    Em sua forma mais tradicional, o Gerenciamento de Projetos é a aplicação de conhecimento, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de atender aos seus requisitos. Gerenciamento ágil de projetos é um termo que vem ganhando força nas últimas décadas, baseado em um conjunto de práticas, ferramentas e técnicas chamado de métodos Ágeis. Nos Métodos Ágeis, a ideia é que um grande projeto seja dividido em ciclos de entregas. Métodos ágeis reúnem técnicas de marketing, tecnologia e gestão em prol do gerenciamento de projetos, mas atuam com foco interno nas empresas e quase todos nasceram para gerenciar desenvolvimento de softwares e foram sendo adaptadas ao longo do tempo para projetos de transformação digital. Este projeto eixo tem por objetivo desenvolver o conhecimento científico e profissional em relação à adoção de ferramentas e técnicas na área de gestão de projetos, tanto em sua forma tradicional quanto ágil. Os estudos serão realizados por abordagens qualitativas e quantitativas, como pesquisa-ação, estudos de caso, design science research e surveys. O propósito é identificar o uso das ferramentas e técnicas de gerenciamento tradicional e ágil mais aderente às organizações em busca de aumento de desempenho dos projetos. Espera-se também a contribuição de estudos comparativos entre as práticas de gerenciamento com o objetivo de apoiar as organizações em projetos de transformação digital.

Profa. Dra. Rosária de Fátima Segger Macri Russo

Doutora em Ciências – FEA/USP.

Mestre em Administração – FEA/USP.

Área: Metodologias Inovadoras aplicadas a Gestão de Projetos.

Currículo Lattes

  • Tomada de Decisão em Projetos de Inovação

    Incertezas e riscos são inerentes aos negócios, mas é preciso que as decisões tomadas reflitam o nível de risco que a organização pode e quer assumir. A teoria da decisão e a gestão de incertezas nos projetos surgem como aliadas fornecendo métodos, processos, técnicas e ferramentas. Além da qualidade do processo decisório racional também é importante considerar a intuição, as heurísticas e os vieses que influenciam desde o enquadramento do problema até o julgamento das alternativas. Assim, este projeto de pesquisa visa avaliar como a incerteza, principalmente as imprevisíveis, estão sendo tratadas na tomada de decisão em gestão de projetos e como melhorar esse tratamento. Os métodos de pesquisa a serem empregados envolvem revisões sistemáticas da literatura e investigações empíricas, a partir de abordagens quantitativas e qualitativas, como estudos de casos e Design Science Research. Os resultados deste projeto gerarão contribuições teóricas e, principalmente, práticas, possibilitando que as organizações decidam de maneira efetiva para produzir projetos mais bem-sucedidos.

Prof. Dr. Roque Rabechini Junior

Doutor em Engenharia de Produção – POLI/USP.

Mestre em Administração de Empresas – FEA/USP.

Área: Gestão de Projetos.

Currículo Lattes

  • Gestão de Projetos e seus Impactos nos Resultados Organizacionais

    Este projeto visa entender a contextualização da gestão de projetos enquanto disciplina com diferentes áreas de conhecimento e seus impactos nos resultados organizacionais. O campo de estudo proposto aprofunda as abordagens das técnicas e ferramentas de gestão de projetos e vislumbra a exploração de conceitos ligados à inovação, desenvolvimento de novos produtos e alinhamento estratégico. Utilizará a pesquisa-ação e design Science para o aprofundamento das abordagens de gestão de projetos e o estudo de caso para o entendimento das relações entre as disciplinas. Espera-se como resultado contribuições com a consolidação das teorias e o desenvolvimento de novos modelos passíveis de aplicação na prática gerencial.