PROCESSO SELETIVO 2019 | Inscrições Abertas! | 1ª Mensalidade gratuita

Inscreva-se!

Notícias

Como escolher a sua carreira

21/11
por Uninove / Estadão

Pesquisas e outras dicas para ajudá-lo na escolha profissional.

A primeira coisa que você deve saber ao escolher a sua carreira profissional é que, com diversas mudanças ao longo da vida, pode ser que você opte por outros caminhos e não permaneça em sua primeira profissão, como acontecia com seus pais e avós.

Sabendo que essa a sua primeira escolha é muito importante, mas não necessariamente única, qual deve ser então o fator decisório? E a resposta dada por muitos profissionais é: escolha uma carreira que utilize melhor as suas habilidades. Então, antes de mais nada, pergunte-se: o que você gosta de fazer e faz bem?

É muito importante ver o curso escolhido como uma formação superior inicial e não como um destino final. Principalmente por que os empregos, como os conhecemos, serão substituídos por trabalhos – o conceito de empregabilidade vai se transformar em trabalhabilidade. Sendo a capacidade de se adaptar muito importante. Você precisará estar pronto para exercer funções inesperadas no futuro.

Além disso, o empreendedorismo deverá dar o tom neste século. Escolher cursos mais básicos pode ser uma maneira de estar preparado para o que der e vier. Com maior autonomia, você poderá trabalhar no que tem paixão e faz melhor, gerando renda a partir de várias fontes.

Algumas dicas para você escolher a carreira da sua vida sem se desesperar. Basta seguir alguns passos simples:

 

  1. Controle a ansiedade
    A pressão é muita nessa passagem do Ensino Médio para o Superior. Ou mesmo no retorno aos estudos. Mas não é preciso entrar em desespero. Não existe escolha certa ou errada. Existem caminhos, jornadas – e você sempre terá alternativas, possibilidades de agregar seus conhecimentos e rever seus passos. Por isso: muita calma nessa hora.

    Descubra que área combina mais com você.
    Em geral, as profissões estão separadas em três grandes áreas de atuação: exatas, humanas e biológicas (para algumas universidades dividem-se em comunicação, direito, engenharias e arquiteturas, educação, gerenciais, informática e saúde).

  2. Pesquise sobre as carreiras existentes
    É muito importante saber quais os possíveis caminhos dentro da área escolhida. E dentro desse caminho, quais as profissões do futuro e quais estão ficando obsoletas. Além disso, descubra quais são as proficiências necessárias para a carreira que você quer e qual o melhor curso para adquiri-las.

  3. Informe-se sempre sobre carreira e mercado
    Qual a possibilidade de crescimento de cada profissão? Qual a concorrência de mercado? Qual a média salarial? Essas são algumas das questões importantes. Fique por dentro, sempre.

  4. Pesquise sobre os cursos
    Mais do que saber o que se faz em determinada carreira (lembre-se que há carreiras que ainda surgirão) é preciso saber qual o currículo desenvolvido em determinado curso. Quais os caminhos que você terá pela frente e quais possibilidades você irá construir com sua formação.
  5. Aprofunde-se em cursos de orientação profissional
    Se fizer um teste vocacional e ainda tiver dúvidas, saiba que há os chamados cursos de orientação profissional. Mais aprofundados, eles traçam o seu perfil  a partir de seus próprios gostos, aptidões e talentos.
  6. Converse com profissionais
    Ninguém conhece mais verdadeiramente uma profissão do que um profissional que a escolher. Tente conhecer alguém na carreira desejada e pergunte quais são os maiores desafios e entraves daquela profissão. Isso vai ajudá-lo a ter uma visão mais concreta e menos romântica da carreira sonhada.
  7. Escolha um mentor
    Pais são os principais exemplos. Mas não necessariamente são as pessoas mais indicadas para acompanhá-lo durante a sua formação. Principalmente se tiverem uma carreira muito diferente. Considere conversar e trocar ideias com algum conhecido que esteja mais próximo da carreira que você quer.

  8. Faça um planejamento financeiro
    Existem programas de bolsa e cursos noturnos que permitem que você trabalhe durante o dia, tendo recursos financeiros para custear a universidade. Porém, é sempre louvável fazer um planejamento financeiro. Lembre-se que, hoje, há cursos de curta duração – de até dois anos – que trarão para você mais rapidamente um retorno. Isso não o impedirá de, na sequência, continuar e aprofundar a sua formação.


Gostou das dicas? Agora, lembre-se: a UNINOVE está entre as dez melhores universidades particulares do Brasil e conta com cursos em todas as áreas do conhecimento. Entre eles: gastronomia, medicina, medicina veterinária, fisioterapia, psicologia, pedagogia, direito, odontologia, enfermagem, educação física, administração, engenharias e diversas outras opções em cursos de formação rápida, como os tecnológicos em gestão e opções em educação com cursos de licenciatura.

A universidade tem cinco campi na cidade de São Paulo e outros cinco na grande São Paulo e interior, além dos mais de 120 polos de Educação à Distância (EAD) por todo o Brasil, que pode ajudar quem não consegue frequentar o ambiente físico.

Você se interessou? Quer fazer parte do universo UNINOVE? Clique aqui e faça sua inscrição.

Relacionados