Residência Multiprofissional

Você, graduado nos cursos de Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Odontologia e Psicologia, pode se inscrever para o Processo Seletivo do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde – Atenção Básica, uma parceria da UNINOVE com o Ministério da Saúde. São 12 bolsas (02 para cada área profissional) no valor de R$ 3.330,43 por mês, durante 24 meses. A carga horária será 5.760 horas, distribuídas em 1.152 teóricas e 4.608 práticas.

Este programa é voltado à promoção da saúde, capacitando o profissional a atuar em diversos equipamentos de saúde, como Unidades Básicas de Saúde (UBS), entre outros.

Inscrições: de 05/12/2016 a 17/01/2017

Prova: 24/01/2017, das 14h às 18h

Increva-se Edital

Local para apresentação dos documentos:

Secretaria do campus Vergueiro, situado a Rua Vergueiro, 235/249.

Horário de atendimento: de 2ª a 6ª feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 12h.

Matrículas: As Matriculas ocorrerão dias 20/02/2017, 21/02/2017 e 22/02/2017 , das 8h às 20h, para os classificados e aprovados. É proibida a matrícula por procuração. A matrícula deverá ser realizada no Campus Vergueiro, localizado na Rua Vergueiro, nº 235, Liberdade – SP.

Documentos exigidos para matrícula: 02 (Duas) Fotos 3×4 iguais e recentes; Comprovante de Residência (uma cópia); Histórico Escolar da Graduação (uma cópia), se concluído no exterior, traduzido e juramentado; Certificado de Conclusão da Graduação concluído em território nacional ou Certificado de Conclusão da Graduação realizado no exterior, com revalidação dos estudos no Brasil; Cédula de Identidade (uma cópia); Título de Eleitor e Comprovante de voto da última eleição (uma cópia); CPF do candidato (uma cópia); Certificado Militar ou Reservista, para os candidatos do sexo masculino (uma cópia); Certidão de Nascimento ou de Casamento (uma cópia); Assinatura de Contrato de Prestação de Serviços Educacionais. Obs.: Os originais e cópias deverão ser apresentados no ato da matrícula. As cópias autenticadas em Cartório dispensam a apresentação dos originais. O uso de documentos falsos como meio comprobatório de conclusão do curso do ensino médio ou superior terá como consequência a nulidade e o cancelamento de todos os atos acadêmicos e pedagógicos praticados pelo interessado.